Home > Biblioteca Virtual > Sobre o Prof. Benedito de Souza Bueno: um legado de competência

Sobre o Prof. Benedito de Souza Bueno: um legado de competência

Compartilhar

Homenagem ao Prof. Benedito

Faleceu no dia 01 de Agosto de 2015 o Prof. Benedito de Souza Bueno, após longa batalha com uma séria doença degenerativa. Foi um profissional muito respeitado e querido por seus amigos, colegas e alunos. Até início dos anos 90 eu o conhecia somente de nome, por meio de colegas ou amigos em comum. As referências a ele eram sempre elogiosas e carinhosas. Pude comprovar a razão de tais referências durante o meu primeiro contato com o Benedito, em uma visita que fiz à Universidade de Viçosa, por volta do início dos anos 90, como membro de uma comissão da Capes para avaliar o desempenho do recém-criado curso de mestrado em Geotecnia da instituição. Impressionou-me a cordialidade, tranquilidade e simplicidade do Benedito. Um exemplo dessa humildade foi sua relutância em aceitar um convite meu para ser um dos palestrantes de uma sessão sobre geossintéticos do COBRAMSEG de 1998, em Brasília. Após certa resistência, consegui convencê-lo a participar, o que fez de forma brilhante. Na profissão, deixa inúmeras conquistas. Na UFV ajudou na criação do curso de pós-graduação, dentre outras contribuições. Na USP-São Carlos montou um laboratório de referência em pesquisas e prestação de serviços para empresas geotécnicas e de geossintéticos. Em ambas as instituições formou vários engenheiros, mestres e doutores e, tanto nelas quanto fora delas, cultivou amizades e admiradores. Antes de se envolver com pesquisas em geossintéticos, o Benedito também desenvolveu vários estudos sobre melhoria de solos. Na área de reforço de solos, talvez poucos saibam que ele foi pioneiro no Brasil em estudos sobre misturas de fibras sintéticas com solos, com trabalhos publicados junto com colegas da UFV ainda no início dos anos 90. Estava sempre disposto a colaborar com quem precisasse dele.

Também mantivemos contato próximo quando pleiteamos trazer a conferência internacional de geossintéticos para o Brasil. Eu era membro do conselho da International Geosynthetics Society (IGS) e o Benedito era o Presidente do Capítulo Brasileiro da IGS (IGS-Brasil). A estratégia que montamos junto à IGS, com o apoio de vários amigos e colegas, como Jorge Zornberg, Daniele Cazzuffi e Fumio Tatsuoka, acabou sendo bem sucedida. Como resultado, foi organizada a 9th International Conference on Geosynthetics, no Guarujá, São Paulo, em 2010 que, dentre as conferências internacionais organizadas pela IGS, foi a mais bem sucedida até a presente data. A participação do Benedito para trazermos o evento para o Brasil foi muito importante, uma vez que praticamente toda a documentação submetida à IGS com esse intento foi preparada ou coordenada por ele. Ele também contribuiu de forma muito intensa nos trabalhos de organização da conferência, apesar da sua saúde já dar sinais de fragilidade.

Desde 2011, sabendo da aceleração do agravamento do seu quadro de saúde, conversei em várias oportunidades com diferentes colegas sobre a necessidade de homenageá-lo pelas suas contribuições para o desenvolvimento e consolidação dos geossintéticos no país. Conseguimos esse intento, talvez um tanto tardiamente, durante o recente 7º Congresso Brasileiro de Geossintéticos, realizado em Julho passado, em Brasília. Embora não pudesse estar presente, o Prof. Benedito foi Presidente de Honra do evento e uma emocionante homenagem foi prestada a ele na sessão de abertura do congresso. Em sua fala, o Prof. Orencio Vilar, colega e amigo de longa data do Benedito, comentou que ele ficou muito emocionado ao ser informado, semanas antes, que seria homenageado no evento.

O Benedito deixa um legado de competência, profissionalismo, generosidade e humildade. Além de excelente profissional e expoente na área de geossintéticos, foi uma figura humana rara. À sua família, os nossos sinceros pêsames pela perda do esposo e pai. Sua partida prematura deixa um vazio muito grande nos meios técnico e científico dos geossintéticos. Entretanto, nos conforta saber que seu legado continuará e que os alunos que formou ao longo dos anos têm a competência e o entusiasmo para honrar e ampliar esse legado.

Brasília, 03 de Agosto de 2015.

Ennio Marques Palmeira

Professor da UNB e ex-presidente da IGS Brasil

Foto: Professor Benedito em registro de Vinícius Benjamin